4273

Araçás

Pular para o conteúdo
Prefeitura Municipal de
Araçás

A Prefeitura de Araçás através da Secretaria de Assistência Social, do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) e do Conselho Tutelar, realizou nesta sexta-feira (27), a caminhada da campanha "Faça Bonito",

30/05/2022 às 09h27

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


 

A Prefeitura de Araçás através da Secretaria de Assistência Social, do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) e do Conselho Tutelar, realizou nesta sexta-feira (27), a caminhada da campanha "Faça Bonito", alusiva ao dia 18 de maio, que celebra o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O evento contou com a participação de professores e alunos da rede pública de ensino, do Prefeito Agamenon Coelho acompanhado da primeira dama Silva Oliveira, secretarios municipais, vereadores e servidores do município.


O objetivo da campanha é alertar a sociedade sobre o enfrentamento da violência sexual infantil chamando atenção para a problemática que vem afetando todo o país. A data não foi escolhida à toa, mas para dar visibilidade ao crime bárbaro que chocou o Brasil, em 1973, quando a menina Araceli Cabrera Sanches, de oito anos de idade, foi sequestrada, drogada, espancada, estuprada e morta por membros de uma família da Grande Vitória. A triste notícia é que o crime ficou impune. A Lei Nº 9.970/2000 foi criada em memória da menina Araceli. Estima-se que a cada hora, quatro meninas de até 13 anos sofrem abuso sexual.


“Essa é uma ação importantíssima e que merece ser debatida em todos os ambientes. A caminhada pelas ruas de Araçás vem para mostrar para toda a sociedade a importância da data e de denunciar”, disse a Secretária Sandra Schramm.


O prefeito Agamenon Coelho disse que é preciso que todos os direitos sejam garantidos. “Atuamos para garantir a todas as crianças e adolescentes que seus direitos não sejam violados, oferecendo e ampliando serviços em toda a rede. A secretaria de Assistência Social possui importantes equipamentos que servem como porta de entrada para o atendimento de pessoas que tiveram esses direitos violados, bem como estão em situação de risco social. As nossas crianças precisam ser cuidadas para que o direito ao desenvolvimento da sexualidade evolua de forma segura, protegida e livre de qualquer abuso e exploração sexual. Não culpem a criança ou o adolescente, cuidem delas com todo carinho e amor. A proteção deve ser integral nos espaços domésticos, escolares e sociais”, destacou.