4273

Araçás

Pular para o conteúdo
Prefeitura Municipal de
Araçás

No dia 23/12/2021 o Prefeito Agamenon Oliveira Coelho assinou a Lei nº 304/2021 que: “Concede revisão geral anual da remuneração dos servidores efetivos da Prefeitura Municipal de Araçás, na forma que especifica”.

24/12/2021 às 08h57

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


No dia 23/12/2021 o Prefeito Agamenon Oliveira Coelho assinou a Lei nº 304/2021 que: “Concede revisão geral anual da remuneração dos servidores efetivos da Prefeitura Municipal de Araçás, na forma que especifica”.


Há cerca de 04 (quatro) anos os servidores efetivos estavam sem o reajuste anual e suas remunerações perdendo o poder de compra. Após várias reuniões com os servidores efetivos, representados pelo SINPARA – Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Araçás – foi acordado com a categoria um reajuste de 12,89%.


O projeto de lei foi encaminhado pelo Prefeito e em seguida apreciado e aprovado pela Câmara de Vereadores de Araçás. O Prefeito sancionou a Lei na presença dos Diretores do SINPARA que agradeceram em nome dos servidores pelas ações da Gestão para dar melhores condições de trabalho aos servidores.


A Gestão atual tem buscado valorizar cada vez mais os profissionais, tendo em vista que servidores com melhores condições de trabalho podem oferecer melhores serviços à sociedade.


Algumas ações da Gestão atual para promover a valorização dos profissionais:


- Capacitação técnica dos servidores;

- Aquisição de computadores e impressoras para subsidiar os trabalhos;

- Pagamento de salário mínimo atualizado e integral – Antes era pago a menor e complementava-se com um abono gerando perdas nos adicionais sobre o salário base;

- Pagamento pela ocupação de cargos e mais os adicionais previstos em Lei – antes os ocupantes de cargo em comissão tinham que escolher entre o cargo em comissão ou o salário base e os adicionais previstos em Lei;

- Pagamento de acordo com o piso nacional atualizado da remuneração dos agentes comunitários de saúde e agentes de endemias;

- Pagamento de acordo com o piso nacional atualizado da remuneração dos professores. Pagamento de abono para valorização e maior incentivo estendido a todos os profissionais do magistério;

- Elaboração de proposta de plano de carreira dos profissionais do magistério (em discussão com os servidores) para posteriormente ser encaminhado à Câmara municipal;


E MUITO MAIS VEM POR AÍ PORQUE O TRABALHO NÃO PARA!